Reflexão sobre o Clero



Por Fernando Altemeyer Junior



O desafio está lançado. Para receber a graça de um clero pastoral será preciso mudar muitas estruturas e modelos formativos, centrados no Santo Evangelho. Será preciso novos formadores, novos seminários, novo estilo de viver o papel presbiteral, diaconal e mesmo episcopal. Quem sabe possamos ter em breve a ordenação de diaconisas. E padres novos para tempos novos, talvez homens casados ordenados para as pequenas comunidades sem Eucaristia seguindo o modelo do rito católico oriental maronita ou greco-melquita. Padres novos mergulhados na mística de Francisco como missionários despojados. Padres capazes de acompanhar o povo em suas crises e peregrinações. Bispos novos umbilicalmente unidos ao colégio presbiteral, como escreve Santo Ignácio de Antioquia a São Policarpo: “Vosso batismo há de permanecer como vossa armadura, a fé como elmo, a caridade como lança, a paciência como um arsenal de todas as armas (Padres Apostólicos, Madrid: BAC, 1993, p. 500)”. Padres abençoados pela Mãe de Deus, a Imaculada Conceição Aparecida, convertidos em presbíteros companheiros e pastores humildes. Dispostos a dar razão da esperança a quem lhes pedir (1Pd 3,15).

Foto: Irmãozinho Charles de Foulcaud
Texto: Arquivos pessoais do autor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: